sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Biquinis para ganhar palmadas na bundinha


Como expliquei na postagem anterior, a gente pode se tornar merecedora de palmadas na bunda apenas usando os biquinis certos.

Eu tenho dois tipos de biquini: o mínimo e o invisível.




O mínimo é para ficar em piscinas de hotéis ou então para passear na calçada da praia ou ficar bebendo em um quiosque em frente ao mar.

Então eu uso os meus biquinis mínimos quando tenho que me comportar, mas não quero perder a chance de ser bem castigada com palmadas na bundinha depois.




Os invisíveis eu costumo usar na praia da Reserva, ou em praias mais vazias. Também uso o invisível para fazer charme em varandas e em clubes de swing.

Chamo esses biquinis de invisíveis por que na frente só tem paninhos transparentes (tenho de diversas cores)  e atrás só tem um brilho.



Claro que se a gente quer mesmo apanhar não pode usar biquinis assim de forma escondida ou recatada.

Não basta só usar o biquini, tem que se exibir, se oferecer para os admiradores que sempre aparecem.





Tem aquele ditado: "O hábito faz o monge." que todo mundo conhece, e eu tenho a minha versão própria: "O bikini faz a piranha".

Também tem aquele outro ditado: "Não basta ser honesta, tem que parecer honesta."  A minha versão é assim: "Não basta ser uma puta, tem que parecer puta."





Então vou partilhar aqui mais uma vez, uma fórmula de meu sucesso: se você, minha amiga, quer merecer um sessão de tapas estalados na bunda, é só colocar biquinis microscópicos e ficar dando mole para a galera fazendo caras e bundas.

Seu marido não vai ter saída: em casa ele vai ter que te bater por você ser tão vadia.




Agora se você, marido, quer dar umas palmadas na bunda de uma mulher, mas sua esposa não deixa porque é muito careta e conservadora, então você tem duas opções:

1 - Me contrata. Sou acostumada a apanhar e sei fazer isto com muito charme. Basta escrever para thaysfacinha@gmail.com, mandando uma foto para eu ver se você é bonitinho.



2 - Incentive sua esposa ou namorada a ficar quase nua na frente de outros homens. Quando voltar para casa, coloque ela de quatro e a castigue. Ela vai deixar sem reclamar, porque sabe que mereceu.
Logo, logo ela vai acostumar tanto em ficar se oferecendo semi-nua em público, como a gostar de palmadas.

Isto me lembra aquela frase "Unir o útil ao agradável." que na minha versão fica asim: "Unir o tarado com a vadia."










terça-feira, 3 de setembro de 2019

Todos querem dar palmadas em minha bunda


Existem milhares de taras diferentes. Mas há uma que todo homem parece ter:

A tara de me dar palmadas na bunda.

 


Já fiquei até acostumada a apanhar antes do sexo.

E depois também.



Já até encontrei homem que não queria meter na minha bundinha, mas nunca encontrei um que não quisesse me dar palmadas.

E eu sempre deixo e gosto. Não estou reclamando, sou uma mulher normal, gosto de apanhar.




E não estou me referindo às palmadinhas na minha bunda que os homens sempre dão quando estão comendo meu cuzinho para me fazer rebolar e eles enfiarem mais fundo.

Essas palmadinhas são de lei e fazem parte da brincadeira.



Estou falando das palmadas estaladas na minha bunda que os homens dão antes de qualquer coisa.

Quando fico de quatro e arrebito o rabo sei que a primeira coisa que vai acontecer é um tapa na minha bunda.




Acho que tenho um pouco de culpa: sempre que levo uma palmada na bunda, costumo primeiro gemer e depois agradecer dizendo: Obrigado por me ensinar a ser uma meninda obediente.

Aprendi a fazer assim vendo um filme.




Meu marido Sérgio também é culpado em parte.

Ele é o primeiro a estimular outros homens a me baterem. Ele diz: "Bate na bunda da minha mulher por que ela merece !"




Mas antes de tudo sou profissional. Se o cliente quer que eu fique com a bunda vermelha antes de me enrabar, o que posso fazer, senão gemer ?

Afinal, o cliente tem sempre razão.







quarta-feira, 14 de agosto de 2019

Consultoria



Um admirador recentemente pediu-me para ajudá-lo a transformar sua esposa em uma puta & piranha.

Com a devida autorização dele, estou publicando trechos de seu e-mail:





Em primeiro lugar parabéns pelo blog. Demais mesmo e muito inspirador.

Quero lhe pedir sua opinião sobre minha esposa(agradeço se puder responder).

Faz anos que falo para ela que tenho tesão em vê lá com outro. O que ela topou foi irmos no ano passado numa casa de swing, onde ela me surpreendeu e chupou um estranho pelo gloryhole. Foi demais. Ficamos de voltar mas está passando o tempo e ela diz sempre que vamos voltar. Não estou pressionando nas quando transamos ela sempre me provoca dizendo que vai chupar outro no gloryhole. Na última vez inclusive ela disse que ia dar para vários...nunca havia dito isso.

Será que dou uma pressionada nela e marco de irmos logo??? Acha que ela me surpreende novamente se formos lá???

Agradeço desde já.







A minha resposta foi o seguinte e-mail:

Obrigada pelo elogio ao meu blog.

Acho que sua esposa já está no caminho certo, falta apenas mais incentivo. No blog há várias orientações sobre com transformar sua esposa recatada em uma lasciva puta e piranha.

Não deixe de insistir em seu projeto. Aposto que sua mulher quer muito ser uma vadia, mas precisa vencer os bloqueios colocados pela sociedade conservadora. Aposto também que você vai adorar ver a expressão no rostinho de sua esposa enquanto outro homem come a bundinha dela.






O marido pode começar sugerindo que sua esposa fique nua ou semi-nua em locais onde outros homens possam vê-la, como varandas, praias, piscinas ou em qualquer local público.

Não perca uma chance de exibir sua esposa nua para outros homens !





Toda mulher adora saber que há vários homens olhando para ela e ficando com tesão.

Quando ela perceber como é gostoso se sentir desejada por outros homens, ela já estará a caminho de se tornar uma vadia.






De qualquer forma, é muito bom ver que este blog está contribuindo para que esposinhas recatadas quebrem os limites impostos pela sociedade e assim se soltem.

Então, aproveito para informar que posso dar consultoria grátis e personalizada a todos os maridos que precisem de orientação para fazerem suas esposas dar a bunda para outros homens: basta escrever para thaysfacinha@gmail.com








segunda-feira, 15 de julho de 2019

To KY or not to KY


Usar ou não lubrificante anal é uma questão muito importante. É uma pena que este assunto não seja mais avaliado em programas de TV e artigos de jornais.

Eu mesma nunca falei sobre isto aqui. Está na hora de consertar esta  la cu na.


Em primeiro lugar, lubrificante anal é KY ou então uma boa lambida no cuzinho.

O resto: - sabão, vaselina, manteiga, azeite, óleo de motor e etc - é tudo remendo.


Há ocasiões em que o KY é recomendável e há outras em que não. Vamos examinar caso a caso.

Sempre uso KY quando o cliente está interessado em previamente arrombar meu cuzinho usando consolos gigantescos. Como já contei, alguns clientes preferem comer putas quando elas já estão arrombadinhas, então é importante passar bastante KY, pois a coisa vai ser séria.



Também gosto de usar KY quando combino passar a tarde inteira dando o cuzinho para um cliente.

Se eu não usar KY, pelo menos no início, vou terminar ficando assadinha.


Quando não é necessário usar KY: em boates de swing, quando dou a bunda para 4 ou 5. Todos usam camisinha, que já é lubrificada, e o sexo anal na cabine termina sendo bem rapidinho, ou seja, não dá para machucar.

Além disso, depois do segundo, eu já estou mais abertinha, então o pau entra bem facinho na Facinha...



terça-feira, 25 de junho de 2019

Transforme seu marido no marido de uma puta


Sei que muitas mulheres gostariam que seus maridos aceitassem que elas tem o direito de serem putas & piranhas.

Afinal, isto não tem nada demais: ser puta & piranha é um direito inalienável de toda mulher.

 


Infelimente, alguns maridos não compreendem isto e mantem suas esposinhas em uma situação análoga a do cativeiro, ou seja, não as liberam para elas darem para quem quiserem.

São medievais !



Mas, querida amiga leitora deste meu blog: tenho aqui a solução para os seus problemas !

Já falei sobre isto antes, mas não custa repetir.




Assim, se você, amiga, teve o azar de se casar com um machista retrógrado, não se desespere.

Basta seguir a Fórmula Facinha de Fazer Felicidade - FFFF.





A FFFF funciona assim: na primeira chance, amiga, em que você tiver acesso a uma varanda de um hotel, coloque uma roupa provocante e  peça para o seu marido tirar uma foto de você.

Não precisa ser um bikini fio dental como os que usei nesta foto. Pode ser um short ou bikini comum. Mas dê um jeito para que fique revelador.





O seu marido não vai recusar e aí você tem que observar se ele ficou mais animadinho, ou não.

Se ficou, é bom sinal, dá para passar para as etapas seguintes da FFFF. Se não ficou, aí é mais fácil trocar de marido.




Enquanto ele tira fotos, dê um jeito de discretamente ajeitar sua roupinha para ficar um pouco mais provocante.

Mas cuidado para não exagerar e assustar o seu marido antiquado.




Em uma próxima viagem, ou da próxima vez que aparecer uma oportunidade, tire novamete fotos na varanda, mas agora seja use roupas um pouquinho mais provocantes.

And so on !  Em português: sempre que tiver uma chance vá pedindo para o seu marido fotografá-la em um local como uma varanda de hotel e apareça cada vez mais nua.




O ideal é que a varanda seja um pouquinho devassada, mas não demais, senão seu marido-idade-média pode ficar assustado.

Amiga, você tem que cada vez ousar um pouquinho mais, só que não pode forçar a barra e ir depressa demais.



É um processo demorado fazer que seu marido aceita que está casado com uma puta & piranha.

Então, tenha paciência !



Após várias sessões de fotos, como você ficando cada vez mais nua, o seu marido vai enfim aceitar que está casado com uma puta & piranha.

E quando você, amiga, menos esperar, ele estará abrindo feliz a bunda da mulherzinha dele para outro homem comer o cuzinho....



terça-feira, 11 de junho de 2019

Transforme sua esposa em uma puta


Muitos homens me pedem conselhos para que suas esposas deixem de ser retrógradas e se tornem mais "facinhas".

Eles escrevem coisas assim: "Thays, minha mulher é recatada demais, gostaria que ela fosse uma puta & piranha como você, o que é que eu faço ?"



Eu já abordei este assunto há bastante tempo atrás, basta ver a série de postagens que começa aqui.
e depois segue.

Mas é bom voltar a falar no assunto.




Acho que qualquer esposa consegue se tornar uma puta & piranha, por mais conservadora que seja, se contar com o incentivo de seu marido.

Afinal, o marido pode ter certeza: sua esposa tem um lado puta & piranha. O que o marido tem a fazer, então, é despertar esse lado puta & piranha de sua mulher.




Uma boa técnica para o marido, como já comentei, é pedir para tirar algumas fotos de sua esposa de bikini em uma varanda (em casa ou de preferência em um hotel), argumentando que lá a iluminação é melhor.

Pode ser um biquini normal. Não precisa ser um pequenininho como o que eu usei nestas fotos.




Toda a mulher gosta de ser fotografada. E que mal tem ficar de biquini em uma varanda um pouquinho ?

É claro que o marido deve prometer que ninguém a não ser ele irá ver as fotos. Por enquanto....




Aí, com o tempo, é só ir reduzindo o tamanho dos biquinis cada vez mais. Sua esposa vai sentir e o frisson de ser fotografada quase nua em um lugar aberto e aí quando menos se espera.....

.... sua esposa se torna uma puta & piranha !


segunda-feira, 3 de junho de 2019

Como me comer - FAQ


Continuando minhas explicações sobre como me contratar, aqui estão as dúvidas mais comuns de candidatos a clientes.

É para ficar bem facinho !
 

 
Thays, posso fazer contato com você por outra forma além do e-mail thaysfacinha@gmail.com  ?
THAYS FACINHA: Não.


Podemos combinar um encontro sem que eu mande uma foto minha ?
THAYS FACINHA: Não.



Prefiro não lhe enviar uma foto minha. Tudo bem ?
THAYS FACINHA: Não.

Você aceita transar sem camisinha ?
THAYS FACINHA: Não.



Posso pagar em bitcoins ou vale-transporte ou vale-refeição ou cotas de um triplex ou títulos venezuelanos ?
THAYS FACINHA: Não.


Tenho pau pequeno. Você poderia me dar um desconto ?
THAYS FACINHA: Não.



Prefiro que seu marido não esteja presente, assistindo a mulherzinha se prostituir. Pode ser assim ?
THAYS FACINHA: Não.

Não gosto muito de comer um cuzinho. Posso ficar só na sua bucetinha, Thays ?
THAYS FACINHA: Não.

 


Thays, você dá descontos para grupos e excursões ?
THAYS FACINHA: Não.

Thays, se eu mandar você ser minha cadelinha, você cobra extra por isto ?
THAYS FACINHA: Não.




A minha idade está muito fora da faixa etária que você definiu como ideal, entre 40 a 50 anos. Você faria uma exceção para mim ?
THAYS FACINHA: Não.

Se eu levar minha esposa para o seu marido comer, você me dá um desconto ?
THAYS FACINHA: Não.



Posso fotografar o meu pau totalmente enterrado no seu cuzinho ?
THAYS FACINHA: Não.
 
Sou estudante. Posso pagar meia ?
THAYS FACINHA: Não.