quarta-feira, 27 de abril de 2016

Testemunho de cliente satisfeito


Com a devida autorização e visando promover meus serviços como puta e vadia, segue e-mail que recebi de meu último cliente (o do Vip's).

Espero que outros admiradores se animem e contratem meus serviços !

 
Olá Thays ! Sou eu o A. aquele que foi seu cliente no Vip's. As fotos me excitaram muito !! Não é novidade para você, que eu acesso sempre o seu blog para me punhetar lembrando e sempre admirando a sua bunda. 
 
Gostei muito de ver nas fotos você abrindo a sua bunda de putinha, a mostrar o seu cuzinho lindo que tanto me dá prazer. Adorei aquela última tarde, onde pude te comer a sua bundinha na frente do seu marido. Esta é uma situação que me excita absurdamente. Como pode uma mulher casada adorar dar o rabo na presença do marido ?
 
A sua bundinha é uma entidade especial. rsrsrs.... Ela tem um formato que me excita demais. Essa bunda te denuncia, ela diz que a Thays gosta de ter a bunda para ser possuida e abusada ao limite. A separação bem marcada entre as bandas da sua bunda seguem até a região anal, de novo bem marcada enfatizando de longe um cuzinho arrombadinho que me dá um tezão da porra !!! Sou fã da sua bunda !! Conjunto perfeito com a sua vontade de fuder no cú.
 
Seu vício em sexo anal me contagia, pois também tenho essa mesma tara. Adorei fazer pocinha de porra no seu cú e você ainda fez "bolinhas de sabão" com a minha porra de homem macho borbulhando no seu cuzinho. O que foi aquilo... ? Que mulher é essa ?
 
Gostei de pagar para comer a sua bunda, isso faz de você bem puta safada. Foi muito bom, assistir o seu desfile com os bikinis safados que você se exibe na praia, mas aquele momento era só para mim e para o sortudo felizardo do seu marido. Quando você usa aqueles bikinis na praia, as pessoas percebem que você quer, sabe e adora ser enrabada por outros homens. Gosto da sua coragem e da sua vontade de dar o cuzinho. Meter no seu cú é tudo de mais gostoso que um homem pode querer de uma puta vadia linda e classuda chamada Thays.
 
Alem de ter um cuzinho muito gostoso, você adora ser enrabada. Soquei muito nesse cú macio e quentinho, mas agora acho que eu deveria ter socado mais e com mais força ainda. Notei que você gosta muito, notei que você gozava e ficava muito molhada quando acontecia isso. E eu adoro , adoro ficar todo melado. Isso, eu queria ficar bem melado de você com o meu pau bem atochado lá dentro do seu rabo. Agora acho que deveria ter socado mais fundo ainda para você me melar mais ainda dentro do seu rabo, para te humilhar ainda mais, sua putinha.
 
Eu metia, tirava, metia, tirava o pau do seu cú, e o seu cú e o meu pau começava a pingar e escorrer. O meladinho gostoso facilitava ainda mais a metida. Lembra uma hora no sofá, que eu fiquei doido e comecei a bombar mais fundo e forte ainda no seu cuzinho com você beijando agarrada com seu marido ? Sei lá acho que você gozou e ainda misturou de tudo por lá, me melando e me encharcando todo. Podia sentir tudo isso. Gosto de sexo anal sujo e safado.
 
UHH, estou de pau duro agora escrevendo para você e pensando nisso. Será que eu não te humlihei o suficiente, sua puta casada sodomita ?  Gosta de ser humilhada na frente do marido ? Eu deveria ter mostrado para o seu marido o meu pau todo melado de você, sua puta gostosa. Devia ter dado muito mais umas palmadas por que você me melou. Gostei quando mandei você expulsar o consolo de dentro do seu rabo, lembra ? Você estava de quatro no chão, igual a uma cadelinha. Humilhante e safado isso, mas me deu um puta tesão ou tesão da puta Thays rsrsrs.... Ui, delícia de mulher cuzeira.
 
Lembro de te enrabar em pé na grade, no sofá, duas passagens baixas do helicoptero rsrsrs, mas quase não meti em você na cama. Lembro comer você com as pernas para cima, deitada de frente para mim comigo mexendo na sua buceta e voce me disse que adora tomar no cú assim. Lembro de te chupar a buceta lá no terraço e você adorou a preliminar demorada...
 
Ah, adorei também a roupinha de puta de você caprichou. Adorei !!!!
 
Quero ser sempre seu cliente!!!!
 
 A.

terça-feira, 22 de março de 2016

Puta no Vip's Motel - segunda parte


Continuo aqui a postagem anterior contando como foi a minha recente tarde como puta no Vip's Motel. Ao mesmo tempo aproveito para fazer propaganda de meus serviços, que podem ser contratados como está explicado em: http://suathays.blogspot.com.br/  A propósito, a minha propaganda sou eu mesmo quem faço com ajuda de meu marido, sou puta mas sou honesta, não sou como essa gente que contrata marqueteiros como o João Santana.

A verdade é que a profissão de puta honesta além de pagar pouco (não tenho uma adega aqui em casa, por exemplo) é bastante sacrificante, ainda que tenha suas compensações, como ganhar uns presentes de vez em quando. Este meu cliente super legal no Vips, por exemplo, me deu uma coisa que adorei: uma jóia plug anal de primeira, veja nas fotos abaixo, como fiquei bem vestida com ele.




O meu marido, fotógrafo e incentivador, que sempre me acompanha quando vou atender os meus clientes, também tem que fazer alguns sacrifícios por causa de meu trabalho como prostituta.

Ele passa por momentos difíceis, com certeza. Imagine ver outro homem dando uma joia plug anal para sua esposa usar e imagine sua esposa nuazinha desfilando e fazendo poses com o plug anal que ele deu !  Imagine também tirar fotos para mostrar para a galera sua esposa usando o plug anal dado por um outro homem que depois vai comer o cuzinho dela !



Pretendo usar bastante a minha joia plug anal, que foi um ótimo presente de um cliente maravilhoso.

Meu marido é que sempre vai ter que se lembrar de como sua mulherzinha foi enrabada sem pena no dia que ganhei este presente ! Ser marido de uma puta é um puta desafio !


 
 
Outra coisa que a maioria dos homens não gosta de ver é outro homem dando palmadas na bunda de sua mulher. Ainda mais quando a mulher pede: "Ai, me bate mais..."
 
O meu marido, felizmente, não tem este problema: ele curte me ver apanhar de outro homem e ainda diz que eu mereço !
 
 

 
Aliás meu marido tirou essas fotos com minha bunda bem vermelha e meio inchada para mostrar não me importo em ser surrada (e currada) por meus clientes.
 
O cliente pagou pela minha bunda, então tem o direito de se servir: pode lamber, bater e comer.
 
 
 
 
Se você é casado com uma vadia como eu, tem sempre uma parte boa, como, por exemplo, me exibir na praia da Reserva com o meu bikini vermelho com alcinhas de silicone (fotos acima) que me deixa praticamente nua para fazer a alegria da galera... E é bom para conquistar clientes também.
 
Mas também tem uma parte mais difícil, como assistir sua esposa/piranha nua e de salto alto abrindo a bunda para deixar o cuzinho bem arreganhado para o cliente se regalar.
 

Eu costumo fazer isto para deixar o cliente bem a vontade em comer o  meu cuzinho e também por que os clientes adoram: afinal, que homem não curte quando uma mulher peladinha lhe oferece a bunda na frente de seu próprio marido ?
 
É uma posição meio humilhante e no início o meu marido não gostava muito de me ver assim tão abertamente submissa, mas depois ele se acostumou.
 
 
 
Agora, a parte mais legal de ser uma vadia é dar a bunda até ficar com o cuzinho arrombado e esporrado por um cliente.
 
E a parte mais legal de ser marido de uma vadia, conforme o Sergio mesmo diz, é ver sua mulher com o cuzinho arrombado e esporrado por outro homem. E ainda fotografar para mostrar para a turma!
 
 
 

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Puta no Vip's Motel - primeira parte


Em outubro de 2013 publiquei uma postagem com fotos tiradas no Vip's Motel mostrando como posso ser uma escrava bem submissa a meu dono.

Felizmente subi na vida: recentemente voltei ao Vip's, desta vez não como escrava, mas como uma puta devidamente remunerada. Meu marido continuou como fotógrafo e incentivador.


 
 
 
O meu cliente fez questão de me pagar assim que chegamos no quarto, o que foi muito correto! Coloquei meu bikini de silicone e meu marido mandou que eu fizesse a pose da foto acima, de quatro na cama, para mostrar para o cliente e para todo mundo do blog como sua esposinha é uma puta profissional. O cliente adorou ver o que ele teria direito de comer!
 
Espero que a foto acima me ajude a atrair mais clientes. E as que estão abaixo também.
 
 
 
 
 
Para saber como me contratar é só ver site que meu marido fez sobre mim: http://suathays.blogspot.com.br/  Você vai ver que além de facinha, sou baratinha, mas não para qualquer um. Para ser meu cliente tem que ser simpático, bonitinho e em boa forma física. Sou facinha e baratinha, mas sou exigente. 
 
Por exemplo, o meu cliente  neste serviço era maravilhoso. Além de ser super legal, me fez gozar várias vezes. É muito bom ser vadia com clientes como ele. 
 
 
 
 
 
E este cliente além de me dar prazer, também me deu um castigo merecido.  Afinal se a sua esposa dá a bunda para outros homens por aí só para ganhar uma graninha, ela com certeza merece umas palmadas. E se ela se prostitui na frente do marido então, aí é que merece mesmo levar muitas e muitas palmadas na bunda. O próprio cliente se encarregou disto, ele não é tão bonzinho ?
  
Em várias dessas fotos minha bunda aparece meio vermelha. Não foi sol demais não, foram palmadas mesmo, mais que devidas por eu ser tão vadia. Apanhei muito !
 

 
 
 
E meu marido nem se importava de ver sua mulherzinha arrebitando a bunda para ser surrada por outro homem, ele até incentivava: "Bate mais nesta vagabunda que ela merece."
 
Na verdade, eu também dava força. A cada palmada eu dizia:  "Ai, me bate mais porque eu sou uma vagabunda."
  
 
 
Mas o melhor é que não aprendi a lição com as palmadas; vou continuar minha carreira de puta: pagou, pode me comer. Nasci para isto, é o meu dom!
 
O meu marido não se importa em ver sua esposinha ser surrada por outro homem. Os clientes, em geral, adoram me bater. Assim todos ficamos felizes !
 
 


O dia estava maravilhoso, mas muito quente e foi ótimo me refrescar na piscina da suíte.

Meu marido aproveitou para tirar essas fotos, e fez questão de que eu abrisse um pouco minha bunda para mostrar meu cuzinho para o cliente e para todo mundo. Meu marido também é tão bonzinho !



 
  
Sei que nem todo marido permite que a esposa mostrar e oferecer o cuzinho para a galera e potenciais clientes, mas o meu marido até me incentiva a fazer isto.
 
Sou uma vadia de sorte!
 
 


 

 
 
 
 

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

My new feature



O serviço de Hot Maid que comentei na postagem anterior foi só uma sugestão para que esposas tímidas possam reforçar o orçamento doméstico: elas se exibem nuas para o patrão enquanto arrumam a casa, mas sem transar com patrão, para não deixar o marido com ciúme.

Na verdade, este negócio de Hot Maid não é para mim, pois adoro dar a bunda e detesto limpar a casa. Então, Hot Maid para mim é como unir o inútil (ficar sem ser enrabada) com o desagradável (fazer serviços domésticos). Hot Maid é coisa para esposinhas e mãezinhas bem comportadas e não para vadias facinhas como eu.



Mas a gente sempre pode incrementar o nosso portfolio de serviços e enquanto atendia um cliente (fotos em breve), pensei em oferecer uma nova gracinha, a new feature, para os que quiserem me contratar.

Tive esta ideia quando percebi que este meu cliente curtia me exibir nua para outros homens, como se eu fosse um objeto, uma moto ou um carro.


O meu marido, por exemplo, também gosta de me colocar quase nua na praia, me oferecendo para os admiradores que aparecem, como já contei aqui.

Ele me faz colocar um de meus biquínis com fio de silicone e aí me manda fazer poses, caras e bocas para a galera que está em volta.



Homens gostam de fazer isto com a gente: nos usar como objetos.

Acho que nós não devemos aceitar ser tratadas como objetos, a menos que estamos sendo pagas para isto. Aí, tudo bem. A propósito, veja como me contratar em: http://suathays.blogspot.com.br/




Então, se você tem interesse em ser meu cliente, agora tenho um plus extra adicional a mais para lhe oferecer: a gente combina e se encontra, você, eu e meu marido, na praia da Reserva, na Barra. Estarei usando um bikini igual ao dessas fotos.

Aí você vai poder passar o tempo que quiser do nosso lado, curtindo minha bunda, a bunda que você vai comer mais tarde, quando formos para um motel. Você também vai poder conversar com o meu marido sobre como sou gostosa e sobre o que você pretende fazer primeiro: gozar na minha bunda ou na minha boca.

 
Além disto, assim que eu for cercada por admiradores (alguns colocam até o pau para fora, que tarados!), vou estar pronta para receber suas ordens sobre como devo ficar para dar alegria para a galera: de pé, de joelhos, deitada, de quatro arrumando a canga, sempre, é claro, com a bunda bem arrebitada.
 
O meu marido, aliás, é que não ficou muito satisfeito com esta minha nova oferta de serviços e até entendo: deve ser difícil ver outro homem mandar sua esposa ficar se oferecendo para a rapaziada fazendo poses de piranha e carinha de putinha, praticamente nua na praia. É o que dá se casar com uma vadia facinha!   
 


quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Hot Maid

 
A Espanha passou por uma grande crise de desemprego em 2009, mais ou menos como está acontecendo atualmente no Brasil, por causa da incomPTencia do governo.
 
Algumas garotas espanholas lidaram muito bem com isto: de acordo com esta notícia, a crise  impulsionou uma nova modalidade de trabalho na Espanha: os serviços domésticos eróticos.
 
 
 
 
Todo mês milhares de mulheres oferecem o serviço, que não tem nada a ver com prostituição, afinal as empregadas apenas fazem os serviços domésticos com pouca ou nenhuma roupa, na frente do patrão.

Sexo não está incluído, mas mesmo assim, os serviços domésticos eróticos custam mais caros do que os convencionais e atraem principalmente mulheres espanholas que jamais haviam exercido a prostituição, de acordo com a notícia.




 
Uma grande quantidade de espanholas casadas e com filhos encontraram no serviço doméstico erótico uma solução para pagar as contas no fim do mês.

Elas não deixaram de ser mulheres honestas só por que trabalham seminuas fazendo poses. Se a gente pode ficar assim na praia, em público, por que não dentro de um apartamento, com total privacidade ?
 
 
 
 
Este trabalho é uma mistura de serviços de limpeza, cozinha, lavar e passar com poses eróticas. O patrão pode ficar o tempo todo acompanhando o trabalho de sua empregadinha, para ver se o serviço está sendo feito direitinho.

Se a empregada estiver caprichando, o patrão pode recompensá-la com um carinho na bunda.  Se a empregada for casada, imagina como seu marido ficará orgulhoso ao saber que sua mulher trabalha tão bem que o patrão fica horas passando a mão na bunda dela como agradecimento ?
 



Por outro lado, se tiver feito alguma coisa errada, aí o patrão tem o direito de lhe dar umas palmadinhas. Isto acontece de vez em quando até mesmo por pura maldada do patrão.

A gente tem que estar disposta a mostrar o cuzinho e a apanhar para ajudar no sustento da família.



segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Muitas palmadas é o que desejo em 2016


Dizem que 2016 vai ser um ano difícil, mas isto não vale para mim, que sou bem facinha e vou continuar assim, para alegria da galera.

Mas acho que muitas coisas vão deixar meus clientes, amigos e donos irritados em 2016,  então tenho a solução para o problema de todo mundo: basta descarregar a raiva dando palmadas em minha bunda.

 
 
Se a política, a situação econômica ou o seu time de futebol deixarem você chateado, é só contratar os meus serviços profissionais. 
 
E, principalmente, se a sua mulher é uma chata e não aceita apanhar como merece, então sirva-se de mim: descarregue sua energia batendo em minha bunda à vontade ! 
 
 
 
 
Basta o cliente dizer: "Thays, se preparara para apanhar !" que eu já sei o que fazer: Fico com minha bunda bem empinadinha pronta para levar palmadas e digo: "Pode me bater, que eu mereço muito ser castigada!"
 
Aí, depois que a palmada estala na minha bunda, eu dou uma gemida e digo: "Obrigada!"
 


A verdade é que nem toda mulher merece apanhar. Eu, felizmente, mereço.

Além de ser piranha, sou muito exibidinha. Por exemplo, este bikini que estou usando nas fotos também uso quando vou à praia, na Reserva. É só passar lá e ver.

 
Sei que alguns clientes gostam de estalar palmadas na minha bunda não só por que eu mereço e nem mesmo por que são malvados, mas por que gostam de ver a minha bunda enfeitada com marcas vermelhas quando depois vão comer meu cuzinho.
 
Eles estão pagando, então tem o direito. É justo!
 
 
 
 
O meu marido não se importa em me ver sendo surrada por outro homem. Assim ele pode ver minha carinha de dor e humilhação quando estou apanhando.
 
Aliás, meu marido costuma até incentivar o cliente dizendo: "Bate bem na bunda da vadia da minha mulher, que ela merece!"




sábado, 28 de novembro de 2015

Como me tornei Facinha


Acho que já contei esta história, mas outro dia me perguntaram novamente se o meu sobrenome é mesmo Facinha. Claro que não é !  Facinha é um apelido que tenho desde os tempos do segundo grau. E o meu nome não tem nem H, nem Y, eu assino Thays por uma questão de numerologia e também porque é mais chique.

Na minha turma no colégio havia duas Taís. Uma era super certinha e estudiosa e a outra era eu. Para diferenciar entre nós duas, começaram a chamar a outra de CDF, mas aí alguém lembrou que eu também era CDF, mas o F era de foder.



Aí, algum gênio teve a ideia de me dar o apelido Facinha, que eu mesmo gostei. Na época eu deveria ter uns 15, 16 anos, mas era bastante precoce e já tinha uma bela bunda.

E além disto, eu já adorava dar !




Naqueles tempo, a virgindade da mulher ainda era valorizada - o que acontece até hoje, se você for evangélico.

Aí eu percebi que preferia sexo oral e anal do que vaginal: eu vivia chupando pau e dando o cuzinho, ou seja ficou fácil unir o útil ao agradável.




Mas eu não dava para qualquer um, mas só para os garotos que eu achava bonitinhos e legais. Na prática, porém, isto incluía quase toda a turma. E os garotos de outras turmas do colégio. E até alguns professores.

Eu também gostava de brincar com algumas meninas, mas o problema é que não sobrava muito tempo na minha agenda.




Além disto, praticamente não havia Aids, ninguém se preocupava muito, então me especializei em deixar meus coleguinhas ficarem alternando seu pau entre minha boca e minha bunda cuzinho até gozarem. As vezes enchiam minha boca de porra, às vezes, meu cuzinho !

Ainda faço isto, mas só com homens especiais.


 
 
Então, foi daí que veio o apelido Facinha. Nunca foi difícil comer minha bunda. Bastava ser bonitinho.
 
Mas agora estou mais profissional, graças a meu marido, que diz que nenhum outro homem além dele pode me enrabar, só se pagar. Veja mais em: http://suathays.blogspot.com.br/