sábado, 29 de julho de 2017

A Solução Facinha para o Rio de Janeiro: a sequencia


A minha Solução Facinha para o Rio de Janeiro procura trazer mais dinheiro para o Rio através do turismo, especialmente do turismo associado a sacanagem boa, o que é minha especialidade.

O que acontece atualmente é que os turistas foram afugentados pela guerra civil no Rio de Janeiro. Os hotéis, restaurantes e pontos turísticos estão vazios. Agora que o Exército está nas ruas, a guerra, vai ficar mais equilibrada, mas vai continuar.



Então o primeiro passo é dar o mínimo de segurança para os turistas, criando uma Área de Segurança para o Turismo.
 
Este primeiro passo nunca vai ser dado por nossas "autoridades"?  Quem pode confiar que Temer, o Canalha, faça alguma coisa ? E o Peão, cúmplice e sucessor de Cabral ? E o Crivella, bispo da Universal ? O Exército daqui a pouco vai embora e tudo volta a ser como antes, ou pior. Já vimos este filme várias vezes.




A verdade é que um terço da população do Rio é cúmplice silenciosa dos bandidos. Estou me referindo às pessoas que compram produtos roubados no camelô, que compram drogas, que sabem onde estão bandidos e não os denunciam e que não apoiam a PM.

Então sobra para o restante da população do Rio, que felizmente é a maioria, tentar resolver esta situação de violência no Rio. Aliás, é bem feito para nós ter que enfrentar este problema, uma vez que fomos nós mesmos que o causamos, ao elegermos cretinos como Dilma&Temer e Cabral&Pezão. Vamos ter que bancar o prejuízo. Da próxima vez, vamos prestar mais atenção em quem estamos votando.



E o que nós, pessoas comuns, podemos fazer para trazer mais segurança para o Rio ?Já pensei em:
1) Apoiar a polícia, inclusive com doações, o que já está sendo feito por associações comerciais;
2) Denunciar bandidos (usar o aplicativo do Sinesp Cidadão e o Disque Denucia, por exemplo); 
3) Instalar câmaras, refletores e alarmes;
4) Colocar placas em áreas de risco, avisando a todos; 
5) Contratar seguranças particulares (como o Centro Presente);
6) Pressionar as autoridades para que atuem;
7) Pressionar Instituições;
8) Pressionar jornais e revistas;
9) Registrar qualquer qualque crime do qual tenhamos sido vítimas.
10) Sugerir a criação imediata de Áreas de Segurança para o Turismo


Assim que a criminalidade no Rio de Janeiro estiver "normal", pelo menos nas áreas turísticas, isto é, assim que ela cair para cerca de um terço da criminalidade que acontece hoje, aí vai dar para começar o segundo passo da Solução Facinha para o Rio de Janeiro, mas isto fica para a próxima postagem.


6 comentários:

  1. Espetacular Thays. Concordo plenamente com vc, em todos os sentidos.
    Arrasou nas fotos, ja bati duas punhetas para vc delicia. Seu RAbo continua o mais gostoso do planeta, que maravilha, vc ta gostosa demais.
    Bjos vadia gostosa

    viagrinhadoidao@gmail.com

    ResponderExcluir
  2. OBRIGADO POR NOS BRINDAR SEMPRE COM NOVAS FOTOS, É SEMPRE UM COLÍRIOS PARA OS NOSSOS OLHOS QUANDO ENTRAMOS NO SEU BLOG EDEPARAMOS COM ESSAS DELICIOSAS FOTOS, CONTINUE ASSIM MINHA LINDA!!!

    ResponderExcluir
  3. É verdade, uma boa parte da população do Rio é parceira do crime e nem percebe isto. Quem compra produto super barato em um camelô, por exemplo, está comprando produto roubado e assim dá uma força para os bandidos.

    ResponderExcluir
  4. Além de bonita e gostosa, ainda tem opiniões políticas coerentes.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  5. A verdade é que os bandidos são como guerrilheiros e estão vencendo a guerra, com o apoio de uma parte da população. As Forças Armadas não sabem o que fazer em uma guerra, por que não tem experiência. Então a solução é a gente ajudar a PM com doações, e contratar segurança particular, se possível. Concordo com você, Thays!

    ResponderExcluir
  6. Algumas fotos de tratamentos faciais e corridas? Tão sexy para o que você parece depois de ser fodido.

    ResponderExcluir